quarta-feira, 19 de março de 2008

Mestres da fotografia - Dorothea Lange

A obra da fotógrafa americana Dorothea Lange constitui uma das mais importantes contribuições para documentários sociais de fotografia de maior compromisso do século XX. A seguir aos estudos na Columbia University, em Nova Iorque, iniciou-se como fotógrafa independente de retratos em S. Francisco.

Chocada com o número de desalojados à procura de emprego durante a Grande Depressão, decidiu tirar fotografias de pessoas na rua para chamar a atenção para a situação. Em 1935, juntou-se à Farm Security Admnistration (FSA) e denunciou as condições de vida nas zonas rurais dos EUA.

De uma forma inflexivelmente direta, documentou a pobreza amarga dos trabalhadores migrantes e das suas famílias. Uma das fotografias mais famosas do projecto FSA é Mãe Migrante, o retrato de uma trabalhadora que migrou da Califórnia com os seus três filhos.
Esta imagem, extremamente concentrada e rigorosamente composta, fez de Dorothea Lange um ícone da fotografia socialmente comprometida.

Dorothea Lange nasceu em Hoboken, New Jersey, em 1895 e morreu em São Francisco, Califórnia, em 1965.
Migrant Mother - Nipomo - California1936

Crossroads Store - Person County - North Carolina1939


J.R. Butler- President of the Southern Tenant Farmer's UnionMemphi s- Tennessee1938


Migratory Cotton Picker 1940

Postar um comentário

Postagens populares