domingo, 25 de abril de 2010

Homúnculo: disparidade entre o tamanho anatómico e o tamanho cortical


Homúnculo pequeno e disforme homem que se encontra espraiado sobre o nosso giro pós-central/pré-central, cujas proporções corporais são espelho da riqueza sensitiva/motora de cada território corporal.
Existe um local no nosso cérebro onde toda a informação sensitiva é processada, a nível primário, e tornada consciente. É ela o Córtex Somatossensorial Primário, anatomicamente afecta ao giro pós-central a nível cerebral.
Aquilo que é verdadeiramente fascinante nesta área cerebral é a distribuição topográfica dos territórios sensoriais, cuja área ocupada é directamente proporcional ao maior ou menor grau de sensibilidade a um estímulo desse território.
Naturalmente, a percepção fina que certos domínios anatómicos permitem, exigem a nível cerebral  zonas de processamento mais extensas que as demais áreas. Assim, não é de estranhar a larga extensão das zonas corticais relacionadas com a sensibilidade a nível da face, mãos, dedos, lábios, língua, etc.
Analogamente, também o Córtex Motor Primário, localizado no giro pré-central, obedece à mesma lógica de representação topográfica, onde a área cortical é tão maior quanto maior for o grau fino de movimento que o respectivo território anatómico proporciona.
Esta diferença é particularmente gritante quando analisamos a extensão da zona cortical responsável pelos movimentos finos da mão, dedos e músculos da face, que representam praticamente 3/4 do Córtex Motor Primário, muitas delas com áreas suplementares motoras em outras localização corticais!
No seguimento destes estudos, designou-se de Homúnculo pequeno e disforme homem que se encontra espraiado sobre o nosso giro pós-central/pré-central, cujas proporções corporais são espelho da riqueza sensitiva/motora de cada território corporal.
Deixo-vos então com um render do Homúnculo sensitivo, que de forma muito explícita evidencia esta disparidade entre o tamanho anatómico e o tamanho cortical. Digam então olá ao pequeno homem que habita as vossas cabeças!

Postar um comentário

Postagens populares